Os avanços da medicina veterinária, melhor qualidade de vida, alimentação balanceada e adequada para espécie, porte e estilo de vida dos animais são fatores decisivos para o aumento na expectativa de vida de cães e gatos.

 

O envelhecimento é um processo biológico, com evolução física e psicológica que ocorre de forma progressiva e silenciosa, interna e externamente, tornando o animal mais vulnerável.

cachorro_gato_velho2

Esse processo pode ser dividido em duas fases, sendo a primeira fase quando o animal atinge a metade da sua expectativa de vida e a segunda fase quando o animal atinge o terço final da sua expectativa de vida.

 

Para os cães, o fator mais importante para o envelhecimento é o PORTE do animal. Cães de pequeno porte com até 10 kg, tem a expectativa de vida mais longa quando comparado aos cães de grande porte, que podem chegar a mais de 45 kg.

 

  • Pequeno porte – 1ª fase de envelhecimento a partir dos 08 anos e 2ª fase a partir dos 12 anos.
  •  Grande porte – 1ª fase de envelhecimento a partir dos 05 anos e 2ª fase a partir dos 08 anos.
  • Gatos – começam a manifestar as primeiras alterações entre 07 e 08 anos e a 2ª fase a partir dos 12 anos.

 

PRINCIPAIS ALTERAÇÕES:

 

1ª FASE DE ENVELHECIMENTO (Sinais pouco evidentes)

 

  • Alteração na pele e pelagem

Os pêlos se apresentam mais secos, embolados e sem brilho, alem do branqueamento progressivo.

  • Alteração no metabolismo

Menor produção de calor, sendo assim, são menos tolerantes ao frio e a altas temperaturas.

Apresentam-se mais sedentários, menos energéticos e mais restritos a atividades, tendo assim, uma maior tendência ao ganho de peso.

  • Sensibilidade oral

Os cálculos dentários tendem a se acumular entre os dentes e a gengiva, causando periodontites e hiperplasia gengival.

 

shutterstock_13020436

 

2ª FASE DE ENVELHECIMENTO (Sinais mais evidentes e severos)

 

  • Redução do vigor

Perda de peso e da tonicidade muscular.

 

  • Mudança nos Sentidos

Diminuição do olfato, audição e visão.

  • Alterações comportamentais

Urina e defecação em locais não habituais.

Pode se tornar mais irritável.

Distúrbios de vocalização.

  • Envelhecimento cerebral

Disfunção cognitiva (degeneração similar ao Alzheimer).

Ficam menos flexíveis a aprendizados e novas rotinas.

Distúrbios do sono.

  • Problemas ortopédicos

Acomete com maior incidência os cães de grande porte, podendo ocorrer degeneração óssea e muscular.

  • Maior risco de doenças

Insuficiência renal.

Doenças cardiovasculares.

 

pet-rede-cachorro-gato-olhar

 

O envelhecimento é um processo inevitável e irreversível, é muito importante entender todas as mudanças fisiológicas e comportamentais dos cães e dos gatos idosos.

 

Com o envelhecimento, os cães e os gatos ficam mais susceptíveis. Dar atenção às mudanças de idade, nos permite suprir as novas necessidades e os cuidados especiais necessários para que seu animal possa se tornar um idoso com melhor qualidade de vida.

 

Para que seu animal envelheça com saúde e tenha uma vida longa, uma alimentação saudável para cada fase de envelhecimento e visitas regulares ao médico veterinário se tornam cada vez mais importantes.

Afinal seu PET dedicou toda uma vida a você, o mínimo que devemos fazer é cuidar para que a sua velhice seja a melhor possível.