Gatos, ao contrário que muita gente imagina, não são cães pequenos. Eles exigem cuidados e atenção apesar da facilidade de manejo é associado a espécie quando comparados com os cães.

cat-in-blanket-wide

Uma das primeiras coisas que devemos levar em consideração é se o gato deve ter acesso à rua. São inúmeras as razões para manter os gatos dentro de casa como: evitar brigas (com outros gatos ou mesmo cães), reduzir risco de atropelamento e envenenamento,  maus tratos, ninhadas indesejadas e principalmente prevenir doenças que podem encurtar a vida dos animais (PIF, FeLF e FIV –  Peritonite infeciosa felina, Leucemia felina, imunodeficiência viral felina, respectivamente). Outro inconveniente que pode ser facilmente contornado quando o animal fica dentro de casa é evitar a presença de pulgas, sarnas e carrapatos. Uma atitude simples que facilita muito esse manejo do gato dentro de casa e previne de forma direta ou indireta os problemas dos gatos que tem acesso à rua é a castração.

Manter um gato dentro de casa não é uma privação, os gatos conseguem se adaptar muito bem dentro de casa.

Alguns cuidados essenciais para isto são:

gato-tela-na-janela

– Colocar telas nas janelas para evitar fugas ou mesmo quedas.

– Liteira (caixa de areia): sempre limpa e a uma distância de 50cm min do alimento e da água, eles são animais muito higiênicos tendo essa necessidade de distancia entre área de banheiro e de alimentação. Colocar a caixa na área de serviço é muito comum mas deve-se ficar atento pois, são animais que assustam facilmente e podem acabar não utilizando a liteira devido excesso de barulho da máquina ou de muita movimentação no local e isso pode ocasionar problemas urinários.

– Alimentação a vontade: Quando dizemos isto não significa encher a vasilha toda vez que estiver vazia e varias vezes ao dia. Diferente dos cães, os gatos se alimentam inúmeras vezes realizando até 18 pequenas refeições ao dia. O indicado é seguir a orientação do fabricante da ração com relação à quantidade de alimento, pois não há um valor preciso. Depende da idade, condição de saúde etc.

Hungry Cat

– Alimento úmido: é muito interessante pois através dela conseguimos estimular a ingestão de água já que são alimentos que tem na sua composição mais de 80% de água. Fique atento, hoje no mercado temos inúmeros fabricantes que produzem desde petiscos até alimentos completos e balanceados que podem substituir a ração seca.

– Água limpa e fresca sempre. Os gatos são animais que por natureza já tem uma tendência a se afastar da água então é importante estimular a ingestão de água. Podemos fazer isso oferecendo água em vasilhas amplas onde as vibrissas (bigodes) não encostem nas bordas, pois isto gera um certo desconforto. Estimular o animal a tomar água na torneira é contra indicado pois, podemos nos tornar reféns tendo que deixar a torneira ligada (um desperdício que não podemos ter hoje em dia) ou mesmo quando viajamos ficar na dúvida eterna e receio do animal que o não esta ingerindo água normalmente. Para animais que são acostumados com água corrente podemos utilizar as fontes que além de servir de bebedouro para os animais podem se tornar verdadeiros artigos de decoração.

– Caixa de transporte adequada ao tamanho do animal: É interessante manter a caixa de transporte de fácil acesso para o animal, deixa-la na sala ou em algum quarto para que ele entre e saia quando quiser podendo servir de refugio caso ele se sinta ameaçado na presença de visitas, como cama e local de descanso e até mesmo para que quando houver necessidade de sair de casa (veterinário ou viagem) ele se sinta bem naquele ambiente e com isso o transporte será menos estressante para o animal.

– Vacinação e vermifugação: em dia, não é porque o animal não sai de casa que não é necessário esses cuidados.

gato_brincando

– Brinquedos uso de brinquedos e arranhadores são importante uma vez que estimulam a atividade física e a saúde mental dos animais minimizando o estresse nos animais. Estimular o gato a praticar exercícios físicos é muito mais fácil que se imagina – hoje temos lojas inteiras ou mesmo setores inteiros voltados para a estimulação de gatos, bolinhas, bichinhos, varetas que são ótimas opções para passar tempo com os animais e fazer com que eles pratiquem exercícios.

– Arranhadores: embora algumas pessoas duvidem, é possível ter gatos em casa e manter a integridade física dos seus móveis, principalmente sofás. O arranhador é um poderoso aliado que temos para fazer isso, além de estimular o exercício, substitui muito bem o estofado. O uso de catnip ou mesmo pendurar brinquedos com varetas podem estimular o uso e torna-lo mais divertido.

715662__cute-close-cat-wallpaper_p

A lista pode parecer extensa mas para os apaixonados pelos felinos, é um prazer descobrir as preferencias e observar o seu animal. Adotando essas medidas simples teremos animais mais saudáveis.