Fofo, bolota, gorducho, pelúcia, são alguns apelidos carinhosos que ouvimos dos proprietários sobre os seus animais e a não preocupação e até estímulo com essa condição física pode afetar seriamente a saúde do animal. A obesidade é a doença nutricional mais comum em cães e gatos atualmente. Estima-se que afeta de 6 – 12 % dos gatos e 25 – 45% da população canina.

O excesso de peso afeta a saúde geral por predispor inúmeras doenças e complicações como: problemas ortopédicos (locomoção e articulação), alterações cardiopulmonares, doenças endócrinas como diabetes, diminui a imunidade tornando os animais mais suscetíveis a doenças infeccionas, além de elevar os riscos de complicações em procedimentos cirúrgicos.MEDITANDOCAT7

A prevenção da obesidade se inicia quando se oferece sempre um alimento adequado para a idade, o porte ou até a raça do animal. O hábito de dar petiscos e dividir a alimentação humana com os animais é outro fator comum de desequilíbrio na dieta, principalmente em casas com crianças e idosos.

Da mesma maneira em que o exercício físico é indicado pelos médicos a nós, com o objetivo de ter mais qualidade de vida, longevidade e combater o estresse, os médicos veterinários também indicam esse hábito para gatos e cães.

02-cachorro-brincando-com-cachorro

O exercício físico para os animais em processo de perda de peso é fundamental para aumentar o gasto calórico. Mas não é indicado somente para animais obesos.  Ele ajuda, assim como nos humanos, na manutenção da saúde mental dos animais.  Hábitos como morder móveis, roupas, chinelos ou mesmo animais que se lambem excessivamente pode ser associado a momentos de stress/ociosidade ou até excesso de energia. Esses hábitos são alguns sinais que revelam a necessidade do animal em se manter ativo.

cachorro-brincando

Existem inúmeras maneiras de estimular os cães na prática de exercício, como, caminhadas, corridas, brincadeiras com bolinhas, agility e até mesmo natação. É uma ótima maneira também de estimular os proprietários a praticar exercícios tendo os animais como bons companheiros nas atividades.  É importante levar em consideração a idade, raça e a condição física do seu animal, sendo indicado procurar orientação de um profissional quando houver dúvidas.

E os gatos? Muitas pessoas questionam a respeito exercício físico dos bichanos uma vez que não é fácil colocar o animal na guia e sair para fazer uma caminhada. Entretanto, estimular um gato a praticar exercício é mais fácil do que se imagina. Hoje existem inúmeros brinquedos como varetas, bichinhos, bolinhas específicos para gatos, além da boa e velha bolinha de papel. Há ainda maneiras de adaptar a casa com prateleiras, arranhadores que estimulam os animais a caminharem pela casa.

9895636108703911

Que tal colocar uma roupa confortável e um tênis para se divertir com o seu cão ou mesmo tirar um tempo para se divertir com os pulos, corridas do seu gato? O exercício físico é um momento para fortalecer os laços entre vocês. Você não irá se arrepender.